close

YouTube

GamesPCYouTube

Rota Gameplay: Grip – um jogo de corrida frenético e insano!

Grip

Se você é daqueles que jogou e amou jogos como: Rollcage (Playstation), a mítica série Mario Kart (de SNES até Switch) e Flatout (PC)… Grip é para você!

Um jogo impressionantemente bonito e divertido de se jogar. Grip é um jogo “indie” criado pela empresa Caged Element Inc. e pode ser adquirido pela plataforma de jogos STEAM. Segundo a própria empresa, Grip foi inspirado nos jogos Rollcage (de 1999 e 2000) e a descrição oficial da empresa é que “Grip é a versão para uma nova geração. Um retorno a corrida-combate-hardcore, enfrenesiado* com armas pesadas e empacotando* velocidade feroz, o jogo é uma festa intensa e sensorial. Aproveitando o incrível potencial do Unreal Engine 4 da Epic, o jogo Grip irá levá-lo de volta ao seu passado nostálgico, ao mesmo tempo que o impulsiona para um futuro kickass”.

*= Sim, eles usam palavras complexas.

Jogão! Confiram no Rota Gameplay. Aproveitem para nos ajudar a convencer o Thomaz a não tirar carteira de motorista! Para a sorte da humanidade, ele ainda não a tem.

Para mais gameplay de novos jogos, fique ligado no Rota42!

 

Leia mais
YouTube

Rota Gameplay: Pilotwings, quando um jogo ousou voar!

pilotwings

Originalmente lançado em 1990 no Japão (1991 nos EUA), Pilotwings se tornou rapidamente um clássico da era SNES.

Inicialmente responsável por demonstrar o “poder” do console de 16bits da Nintendo, o jogo usa e abusa de um dos principais pontos de marketing do SNES: o MODE 7. Modo gráfico que permitia o console não só “girar” cenários 2D como também trazia uma sensação de profundidade à medida que se aumentava ou diminua a escala do cenário.

Tamanha tecnologia na época fez Pilotwings ganhar notoriedade e fama, ao ponto de ser considerado por especialistas um dos maiores jogos de todos os tempos – e claro, um dos grandes jogos do SNES.

Sem mais delongas, vem com Antônio Fragoso e Thomaz Maioline relembrar este clássico dos 16bits no Rota Gameplay!

Para mais gameplay de grandes clássicos da indústria dos games, fique ligado no Rota42!

Leia mais
YouTube

Rota Gameplay: Little Nightmares, o horror indie que você queria!

little nightmares

Little Nightmares é o escolhido da semana para o Rota Gameplay e vem para desafiar nossos bravos jogadores Antônio “The Kraken” e Thomaz Maioline a vencerem seus medos de crianças fantasmas e jogos de terror, não exatamente nessa ordem.

Desenvolvido pela Tasier Studios para PS4, Xbox One e PC o jogo é uma colcha de retalhos de gênero, sendo definido como um Puzzle-Platformer Survivor Horror Adventure!

É tanto gênero que a primeira coisa que se pensa é se jogo consegue exibir algum traço de qualidade ou se fica perdido entre seus estilos.

Mas Little Nightmares é uma das grandes surpresas do ano, lançado em 28 de Abril de 2017, o jogo da Tasier Games conseguiu conquistar tanto críticos quanto o público gamer.

Sem mais delongas, com vocês Little Nightmares no Rota Gameplay!

Para mais gameplay e assuntos de jogos em geral, fique ligado no Rota42!

Leia mais
YouTube

Rota Gameplay: Bayonetta, uma ode ao hack n’ slash!

Bayonetta-Rotagameplay

Mais um Rota Gameplay e desta vez é hora de conferir Bayonetta!

Entre polêmicas com os closes na personagem principal e comparações com God of War 3, o famoso Hack n’ Slash da Platinum Games fez história lá em 2009 com seu gameplay apurado e visual singular tanto da personagem principal quanto dos inimigos.

O sucesso foi tanto que rendeu um segundo jogo em 2014, porém exclusivo para o Wii U.

E fato é que Bayonetta 3 permanece como uma das grandes pedidas dos fãs para a atual geração de consoles, e até mesmo a Platinum Games já anunciou que está conversando sobre uma possível terceira aventura da bruxa favorita dos gamers (porque será né?).

Enquanto Bayonetta 3 não chega para a atual geração, vem com a gente conferir este clássico da geração passada!

Para mais informações sobre games e tudo mais, fique ligado no Rota42.

Leia mais
NintendoYouTube

Rota Gameplay: Velocidade e gritaria em F-Zero!

F-Zero

Lançado para o SNES logo em sua estreia no Japão, F-Zero inovou o gênero de corrida graças à alta velocidade, trazendo efeitos inéditos para os consoles caseiros. O game contava com efeitos de rotação e escala proporcionados pelo Mode 7, capacidade gráfica que demonstrava ao mundo todo o poder do Super Nintendo. O melhor é que o game não se trata apenas de inovação. F-Zero é um tremendo jogo de corrida.

De acordo com a história oficial (contada no manual do cartucho), o jogo se passa no ano de 2560 onde os humanos há tempos já criaram relações com formas de vida alienígenas. De forma a manter as relações sociais, foi criada a F-Zero, um campeonato baseado no que um dia foi a Formula 1. Dentro os competidores está o Capitão Falcon, personagem principal da série e caçador de recompensas quando está fora das pistas.

Dessa vez os controles caíram nas mãos do Thomaz Maioline (há!), um fã da série, mas que dessa vez foi amaldiçoado pela maldição do controle com defeito (na verdade mordido pelos cães do Antônio). Claro, o Antônio Fragoso aparece demonstrando sua falta de destreza com esse clássico do SNES.

Para mais informações sobre games e tudo mais, fique ligado no Rota42.

Leia mais
YouTube

Rota Gameplay: Sonic the Hedgehog 2, o melhor sonic de todos?

Sonic the Hedgehog 2

Há 25 anos o mundo dos games teve um dos seus melhores anos em de história. Foi alí o berço de vários clássicos da era 16bits, como Mortal Kombat, Street Fighter II’ Turbo, Super Mario Kart e Sonic the Hedgehog 2!

Originalmente lançado em 1992 para o console de 16bits da Sega, Sonic 2, como é conhecido, é um dos maiores clássicos dos jogos 2D de todos os tempos, e na época, botava “pressão” no mascote da Nintendo com fases clássicas como Emerald Hill, Chemical Plant, Cassino Night, entre outras. Esses estágios até hoje marcam a memória dos gamers que tiveram o prazer de jogar este grande jogo.

 

Nossos participantes, Thomaz Maioline e Antônio Fragoso são os responsáveis por nos guiar nessa viajem de volta ao passado, relembrando histórias da produção do game a medida que o Antônio perde a sua “virgindade” em Sonic 2 (pode acreditar!).

Animados? Então vem com o Rota Gameplay conferir mais esse clássico da década de 1990!

Leia mais
YouTube

Panzer Dragoon Zwei: Um clássico esquecido do Sega Saturn

Panzer Dragoon Zwei (J) Inlay

No RotaGameplay Retrô dessa semana, conversamos sobre um dos jogos mais importantes da curta história do Sega Saturno, o console de 32 bits da Sega. Panzer Dragoon Zwei é um rail shooter (jogo de tiro sobre trilhos) nos moldes de After Burner (também da Sega), mas com todas as vantagens dos gráficos 3D, além de uma direção de arte incrível. Para quem não sabe, o conceito da série Panzer Dragoon é muito inspirado nos trabalhos do artista francês Moebius (Jean Giraud), principalmente Arzach.

Como falamos no vídeo, Panzer Dragoon é uma daquelas séries que acabam por ser idolatradas pela crítica e ignoradas pelo público. Claro, estar dentro de um console complexo como o Sega Saturno diante do sucesso de vendas Playstation não ajudou nem um pouco.

Se você já entrou na pele de Jean-Luc Lundi no caminho de vingar a sua vila que foi destruída pela nave Shelcoof, sabe muito bem que a história se trata na verdade do dragão “Lagi”. O dragão, uma criatura de bioengenharia carrega em si o “programa de heresia”, nome dado por Sestren, inteligência artificial que controla o mundo e naves de batalha como Shelcoof. Sestren atua para destruir os dragões, os únicos agentes que podem acabar com a sua soberania. Para explicar mais sobre a história, só falando sobre Panzer Dragoon Saga…

Se você é mais novo e não conhece Panzer Dragoon, vem com a gente!

Para mais vídeos sobre games novos e antigos, fique ligado no Rota42 e no nosso canal no YouTube.

Leia mais
YouTube

Rota42 agora no YouTube!

Rota42 Youtube

Para começar os trabalhos no Youtube, o time do Rota selecionou 3 clássicos: um novo, um velho e um que joga para os dois lados.

O primeiro é Mass Effect: Andromeda que, após o fiasco da conclusão da trilogia inicial, tenta se renovar apostando em uma história numa galáxia diferente. Até ai tudo bem, mas como vocês verão no gameplay, alguns problemas sérios estão presentes – principalmente na área visual. Chega a incomodar o modo como algumas expressões são representadas pelo (a) protagonista. Dói os olhor ver eles tentarem expressar dor!

O segundo é um dos  grandes pioneiros da industria dos games. Doom é o grande percursor dos games de primeira pessoa modernos, como Call of Duty e Battlefield. Nesse gameplay do Rota Retro, jogamos o Ultimate Doom que nada mais é do que uma versão mais nova do original (tipo um remaster da época). Você sabia que esse não é um game 3D, mas sim uma simulação de 3D? Dê o play que o Thomaz te explica isso melhor.

E por fim, um game que homenageia os clássicos de ação do cinema. Bro Force é uma paródia dos filmes da década de 80 e 90 no melhor estilo Michael Bay. Nesse indie você joga com Rambo, Conan, Braddock, Ripley e muitos outros. Com um gameplay frenético, cheio de explosões e carnificina, não se espante caso perceber que nossos apresentadores não consigam entender o que está acontecendo.

E não se esqueça que este é somente o começo dos trabalhos com o YouTube. Então não deixe de se inscrever no nosso canal, pois toda quinta teremos um vídeo novo para vocês.

Canal do Rota42: www.youtube.com/channel/UCjcOXxaBvWiHlSiZCzsj_tQ

Leia mais