close
Ciência e TechEspaçoNotícias

Elon Munsk: A SpaceX está indo para Marte!

Nada melhor do que ouvir novidades sobre uma nova era espacial, não é mesmo? Durante a Conferência Internacional de Astronáutica realizada no México nessa terça (27), Elon Munsk mostrou os planos da SpaceX para Marte, ao mesmo tempo em que abriu espaço para perguntas dos jornalistas presentes em uma conversa chamada Transformando Humanos em uma Espécie Multi planetária.

Mesmo parecendo coisa de filme, o bilionário mostrou boa parte do plano para enviar uma missão tripulada até Marte já na próxima década. Segundo Munsk, existe dois caminhos que a humanidade pode seguir: Ficar na Terra e sucumbir à extinção, ou colonizar outros planetas. Olhando ao redor, Marte é a nossa melhor opção, seja pela sua proximidade ou similaridades geológicas com o nosso mundo azul.

Até então, os planos operacionais da SpaceX estavam restritos ao envio de uma cápsula Dragon no ano de 2018. Dentro dela seriam enviados alguns equipamentos e nada mais. A ideia era basicamente conseguir enviar um objeto grande e relevante até lá – algo que apenas a NASA fez até hoje.

Os novos planos são incrivelmente animadores e lembram um pouco o que se vê nos filmes: Utilizando um foguete reutilizável constituído de 40 foguetes Raptor (que foram recentemente testados com sucesso) a empresa colocará no espaço o Interplanetary Transport System (Sistema de Transporte Interplanetário), uma espaçonave capaz de transportar 100 toneladas de carga (nota: isso é muita coisa) até o planeta vermelho.

SpaceX Foguete Raptor
Teste do foguete Raptor

A parte interessante é que após ser lançado ao espaço, o ITS precisa esperar. O foguete utilizado para leva-lo ao espaço retorna à Terra (como os foguetes da SpaceX já fazem com sucesso) para pegar o módulo de combustível. Isso mesmo, serão dois lançamentos utilizando o mesmo foguete! No espaço, o ITS será carregado com todo aquele metano e segue o seu caminho para Marte. O módulo de combustível, também reutilizável, volta tranquilamente para a Terra. De forma a gerar ainda mais energia, a ITS possui dois enormes painéis solares que serão abertos, gerando 200kW de energia extra.

O que Elon Munsk diz acontecer aqui é inovação. Segundo ele, os métodos tradicionais teriam um custo de 10 bilhões de dólares para transportar uma pessoa até o planeta vermelho, valor que ele pretende reduzir para 200 mil dólares – e posteriormente para 100 mil dólares. Um marco extraordinário, para dizer o mínimo. A inovação aqui é a reusabilidade dos equipamentos. Como já temos módulos de lançamento retornando do espaço prontos para serem utilizados novamente, os módulos de combustível e até a própria ITS serão reutilizadas – aí está grande parte da redução dos custos.

Para termos uma ideia do tamanho da ITS, Munsk disse que será um lugar muito aconchegante, com sala de cinema, cafeteria, e outras atrações de entretenimento. “Vai levar apenas alguns dias para as pessoas se prepararem para Marte”, disse o bilionário. Veja o vídeo da apresentação abaixo:

Todo o plano da SpaceX é simplesmente incrível. Incrível até demais para acreditar. Cápsulas chegando em Marte já em 2018 e uma missão tripulada na década seguinte. Um meio de transporte com cinema? E a gente aqui preocupado com os astronautas presos em um pequeno compartimento (do amanho de uma Kombi) por nove meses.

Há problemas demais em um trabalho como esse, problemas que o próprio Munsk não conversa muito bem com o público até agora. A radiação é um dos grandes problemas da missão Marte, já que é preciso desenvolver proteção para a nave e para os trajes espaciais. Marte não possui uma magnetosfera, o que contribui para o problema. Quando questionado sobre esse detalhe, o chefe da SpaceX disse simplesmente “há uma pequena chance de as pessoas desenvolverem algum tipo de câncer, mas não é algo que nos preocupa nesse momento”.

A NASA está contribuindo nessa empreitada – presos no sistema governamental, muita gente lá quer ver um foguete chegar em Marte – o que aumentam as chances de sucesso. Há muitas dúvidas, sobre como será feita essa extração de Metano em Marte – existe mesmo tantas fontes dessa substância? A radiação não é uma preocupação?

SpaceX a chegada em Marte

Mesmo animados, vamos acompanhar o desenvolvimento de tudo isso. Claro, para mais informações sobre SpaceX, Marte e tudo o mais, fique ligado no Rota42 e em nossas páginas no Facebook e Twitter.

Tags : Elon MunskMarteNASASpaceX
Thomaz Maioline

O autor Thomaz Maioline

Leitor de ficção cinetífica, hi-tech afficionado, fã de Seinfeld. Fanático com música, livros e quadrinhos. Caçador de barganhas.