close

Pensou mesmo que a chegada de um Chromecast 4K iria demorar? Com os concorrentes da Amazon, Roku e Huawey já investindo na área, por que esperar? O aparelho de streaming do Google é o gadget de mais sucesso da história da empresa com mais de 30 milhões de unidades vendidas e representa aproximadamente 35% das plataformas de transmissão online do mercado – sim, muita coisa.

Provavelmente a grande novidade do Chromecast 4K não é apenas o hardware, mas a forma como a própria Google abraça o aparelho. É indiscutível que essa plataforma possui o apelo que a Google TV jamais teve, sinal que, mesmo investindo nela uma segunda vez, não chegou nem perto do alcance do Chromecast. Ah! Uma outra coisa que vale lembrar: O Chromecast 4K não carrega mais o nome do aparelho como suas versões anteriores, mas apenas um pequeno “G”, o que mostra que a Google realmente se tornou uma fabricante de hardware.

Chromecast 4K perto

Mas vamos falar do novo aparelho? O novo Chromecast 4K (chamado oficialmente de Chromecast Ultra) não muda em nada o conceito consagrado do gadget, sendo controlado unicamente por aparelhos externos como smartphones, tablets e até PCs. A única vantagem da nova versão é mesmo um hardware mais robusto para o uso de conteúdo 4K em TVs compatíveis. Um diferencial diante dos concorrentes é que ele aceita os dois formatos de HDR utilizados pela indústria, o HDR10 e o Dolby Vision. Independente de qual deles a sua TV utiliza, ele dá conta do recado.

Como estamos falando de conteúdo de altíssima definição, o Chromecast 4K possui agora entrada para cabos de rede (ethernet) para aquele momento em que o Wi-Fi não for o suficiente. Caso você queira se sentir totalmente no futuro, o Chromecast Ultra se conecta ao novíssimo Google Home, uma central inteligente que além de tocar suas músicas, capta suas buscas através da sua voz da mesma forma que a função “OK Google” do seu smartphone. Quer procurar um filme para assistir? Basta falar. Incrível, não?

Todas essas funções fazem o Chromecast 4K custar $69 dólares, o dobro da versão tradicional. Vale lembrar: se você não possui uma TV 4K, não terá todos os benefícios do aparelho.

Da mesma forma que a Apple, a Google parece estar criando toda uma estrutura de hardware de sua propriedade, criando assim um ecossistema estável em que as pessoas podem comprar conteúdo e consumi-lo sem maiores problemas.

Para mais informações sobre gadgets Google e tudo o mais, fique ligado no Rota42 e em nossas páginas do Facebook e Twitter.

Tags : ChromecastGoogleHDRStreaming
Thomaz Maioline

O autor Thomaz Maioline

Leitor de ficção cinetífica, hi-tech afficionado, fã de Seinfeld. Fanático com música, livros e quadrinhos. Caçador de barganhas.