close
Ciência e TechNotícias

Mesmo lucrando bilhões, a Uber está perdendo dinheiro

A Uber é uma das empresas mais discutidas do momento, seja pelo seu modelo de negócio, inovação com carros autônomos ou casos de agressão por parte de taxistas. Mas um problema que a empresa está precisando trabalhar é a perda de receita. Sim, a Uber está perdendo dinheiro como nenhuma outra empresa de tecnologia da história.

De acordo com a Bloomberg, a Uber perdeu $1.27 bilhão só na primeira metade de 2016, o que pode ser considerado algo inédito em uma empresa que trabalha pesado com tecnologia. Claro, precisamos lembrar que startups trabalham com esse modelo de negócios onde se cresce primeiro para ganhar dinheiro depois. A Bloomberg explica que a principal razão disso são as taxas que a empresa paga para os motoristas.

De forma a melhorar sua situação, a empresa tem repassado essas perdas para os motoristas da seguinte forma: reduzindo custos para os clientes (para atrair novos usuários) e aumentando a sua tarifa geral – que hoje é de 30%. Mesmo anunciando que tem instituído garantias de salário por hora em algumas cidades, a empresa fica com um terço do lucro total do motorista.

Uber esta perdendo dinheiro

Com o lucro total sendo dividido assim, faz todo o sentido acompanhar o investimento da empresa na tecnologia de carros autônomos. Acabando com a figura do motorista, o lucro total não é mais dividido e a receita sobe aos números esperados. Acabando com essa parceria, a Uber precisará adquirir veículos, gastar com combustível, impostos e demais gastos, o que é um investimento inicial muito alto.

Do outro lado temos o motorista, a figura que faz o subsidio da empresa. Os custos que envolvem o veículo, smartphone, conta de telefone, combustível e depreciação não são responsabilidade da Uber. Se mesmo com uma margem de 30% ela funciona com perda, é bom rever o que está acontecendo – gastar menos, talvez.

A Uber está perdendo dinheiro e não é possível saber de fato se a empresa continuará amanhã todo esse sucesso que faz hoje. Os carros autônomos são uma realidade ainda distante e seus parceiros (motoristas) não vão suportar novas reduções no seu lucro. A única certeza que temos é que ela está investindo muito para acabar com a figura do motorista no seu negócio.

Para mais informações sobre tecnologia e tudo o mais, fique ligado no Rota42 nas nossas páginas do Twitter e Facebook.

Tags : carros autônomosmercadoUber
Thomaz Maioline

O autor Thomaz Maioline

Leitor de ficção cinetífica, hi-tech afficionado, fã de Seinfeld. Fanático com música, livros e quadrinhos. Caçador de barganhas.