close
Espaço

Espaço | O Sistema TRAPPIST-1 pode ser muito antigo para a vida

Trappist-01Segundo um estudo da NASA, o alardeado sistema solar TRAPPIST-1 teria entre 5.4 bilhões de anos de idade e 9.8 bilhões de anos de idade, colocando ele bem além do nosso próprio sistema solar, um adulto de 4.5 bilhões de anos. Em um primeiro momento essa idade não é ruim, mas complica quando pensamos nas variáveis. Estamos falando de planetas que receberiam radiação solar 1 bilhão de anos a mais que a Terra – e isso é muita coisa.

Adam Burgasser, membro do time de pesquisadores define bem a situação: caso haja vida, seria da forma mais difícil possível. Estamos falando de algo capaz de sobreviver por bilhões de anos sob circunstâncias terríveis.

O lado positivo é que estrelas do tipo anã como a de TRAPPIST-1 costumam ser extremamente estáveis. Pensando em escala cósmica, teoricamente, estamos falando de astros capazes de durar 900 vezes mais que a própria idade do universo (13.7 Bilhões de anos) sem variações agressivas de temperatura. Dessa forma, mesmo pensando na distância de 39 anos luz e que a humanidade vai demorar bastante para chegar lá. As coisas não estarão muito diferentes.

Essa informação sobre a TRAPPIST-1 não é de toda ruim. Esse sistema solar agora se torna um excelente ponto de estudos no céu. Com os equipamentos certos, será possível apontar telescópios para lá e entender melhor como atmosferas evoluem. Principalmente em lugares muito mais antigos do que o nosso próprio sistema solar.

Para mais informações sobre espaço, fique ligado no Rota42.

Tags : NASASistema SolarTelescópioTRAPPIST-1
Thomaz Maioline

O autor Thomaz Maioline

Leitor de ficção cinetífica, hi-tech afficionado, fã de Seinfeld. Fanático com música, livros e quadrinhos. Caçador de barganhas.