close
Ciência e TechEspaçoNotícias

Espaço | O Telescópio Espacial James Webb está pronto!

Primeiramente, a humanidade precisa ser grata ao longo trabalho que o Telescópio Espacial Hubble tem desempenhado. Com ele obtivemos informações incríveis não apenas do nosso sistema solar, mas de todo o universo. Mas o cosmos é muito grande e o aparelho lançado em 1990 será substituído por um modelo muito mais poderoso, o Telescópio Espacial James Webb.

Os novos olhos da NASA foram oficialmente concluídos ao custo de $8.8 bilhões de dólares. A esse custo e tecnologia de ponta, o Telescópio James Webb será capaz de ver o universo como ele era há 13 bilhões de anos atrás. Ele é equipado com um espelho de 8 metros revestido de ouro, capacidade que o possibilita captar sete vezes mais luz que o Hubble. Além disso, conseguirá enxergar através da poeira (um dos grandes limitadores da visualização do espaço) graças a capacidade de utilizar o espectro infravermelho.

James Webb Ariane 5
O James Webb dentro do Ariane 5

Além de tudo isso, o James Webb será capaz de auxiliar na busca por exoplanetas. John Mather, cientista envolvido no projeto, diz que “gostaríamos de saber se outro planeta por aí possui água suficiente para ter um oceano, e acho que poderemos fazer isso”.

Colocar esse telescópio no espaço não será uma tarefa fácil. É importante lembrar que quando o Hubble foi lançado, ele não pode ser utilizado por algum tempo, pois as suas lentes aparentaram um defeito que o impedia de captar imagens com qualidade. Prevendo situações como essa, uma série de testes estão sendo feitos na Terra (como simular todo o barulho do foguete Ariane 5 e testes criogênicos para confirmar que ele suportará as temperaturas extremas do espaço).

Telescópio James Webb distancia da Terra
A distancia da Terra

Não custa lembrar que estamos falando de uma máquina de 8 bilhões de dólares sendo enviada para o espaço. Mesmo utilizando o foguete mais seguro da atualidade, as chances de algo dar errado são muito grandes. Lembre-se: muitos comparam o lançamento de um foguete com a erupção controlada de um vulcão.

Depois de lançado, o Telescópio James Webb vai fazer uma viagem de quase 2 milhões de quilômetros que vai durar 30 dias até o seu checkpoint, onde sua antena será aberta e outros itens como escudo solar, espelho secundário e espelho primário precisam se mostrar operantes. As primeiras imagens serão captadas de uma estrela brilhante – que mostrarão que todo o trabalho teve um final feliz.

Agora, imagine todo o nervosismo dos envolvidos com esse projeto até a recepção das primeiras imagens?

Em tempo: O nome do telescópio é uma homenagem a James E. Webb, o segundo administrador da história da NASA e organizador do programa Apolo.

Para mais informações sobre NASA, James Webb e tudo o mais, fique ligado no Rota42 e em nossas páginas do Facebook e Twitter.

Tags : Ariane 5exoplanetasNASATelescópio Espacial HubbleTelescópio Espacial James Webb
Thomaz Maioline

O autor Thomaz Maioline

Leitor de ficção cinetífica, hi-tech afficionado, fã de Seinfeld. Fanático com música, livros e quadrinhos. Caçador de barganhas.